VITÓRIA INEQUÍVOCA: LEÕES 2 x 0 CITY

Siga a Torcida Red Bulls no Twitter

RED BULL ARENA — No primeiro jogo no New York Football Challenge, o Sporting venceu o Manchester City, por 2-0, com Yannick Djaló a marcar os dois golos dos «leões» ainda na primeira parte.

Para defrontar os «citizens», que ainda não contaram com grande parte das suas «vedetas», o Sporting de Paulo Sérgio dominou os noventa minutos, alicerçando ao resultado uma excelente exibição que deixa boas garantias para o encontro da pré-eliminatória da Liga Europa, frente ao Nordsjaelland.

Curiosamente e ao contrário do que viria a suceder ao longo da partida, foi a turma inglesa que primeiro criou perigo quando, aos dois minutos, Bellamy apareceu isolado, obrigando Tiago à primeira, e última (grande) intervenção da noite.

A partir de então, só deu Sporting – que actuava em 4x4x2, com Pedro Mendes e Maniche, no «miolo» e Saleiro e Postiga na frente, apoiados por Djaló (na esquerda) e Vukcevic (na direita) – e as oportunidades de golo começaram a surgir. Aos 22 minutos, João Pereira lançou Vukcevic na linha de fundo que, depois de «puxar» para o pé esquerdo, cruzou para a cabeça de Djaló que, entre os centrais, cabeceou para o primeiro golo do encontro.

Esperava-se uma reacção da formação inglesa, mas foi o Sporting que continuou a controlar os acontecimentos e, aos 39 minutos, e já depois de Vukcevic (29 e 31 m) e de Djaló (36 m) – com um remate espectacular que só não deu golo porque embateu num defesa – terem tentado o 2-0, foi mesmo o jogador formado em Alvalade quem voltaria a marcar: Saleiro, com uma assistência magistral, isolou Yannick Djaló que, depois de ultrapassar Joe Hart, só teve de encostar para a baliza deserta.

Já no segundo tempo, o Sporting continuou «dono e senhor» da partida, mas a bola não voltaria a entrar na baliza do City, apesar de diversas tentativas dos atacantes «leoninos».

A formação «verde e branca» mostrou evolução e, à medida que o tempo passa, maior entrosamento e a capacidade física; foi impressionante a forma como o Sporting anulou quase todos os movimentos ofensivos da equipa inglesa, conseguindo uma justa vitória e uma excelente exibição.

Maniche e Pedro Mendes mandaram no meio-campo; Evaldo e João Pereira mostraram-se muito empenhados também a atacar; Saleiro e Postiga entendem-se bem, tal como o lateral-direito e Vukcevic, que também esteve a grande nível. Carriço foi o «patrão» na defesa e Polga cumpriu, enquanto que Djaló, autor de dois golos, foi o homem do jogo.

Pongolle, Valdes, André Santos e Veloso, que foram entrando ao longo do segundo tempo, mostraram pormenores e ajudaram o Sporting a controlar a partida.

Com este resultado, o Sporting ascendeu ao primeiro lugar do New York Fottball Challenge, em igualdade pontual com o Tottenham – adversário dos «leões» no domingo (18h00). Ambas as equipas somam cinco pontos, mercê de uma vitória e de dois golos marcados.

Redação sporting.pt

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: